Afinal, o minoxidil para a barba funciona mesmo? ou não?

Tempo de leitura: 4 minutos

Se você quer ter uma barba bonita e volumosa e encontra dificuldade no seu crescimento, certamente já ouviu falar do Minoxidil e dos resultados positivos para quem o utiliza. Contudo, será que, de fato, ele funciona mesmo para todas as pessoas?

Esta é uma dúvida comum por aqui na barbearia e por isso resolvemos pesquisar e trazer aqui algumas informações valiosas sobre a eficácia do Minoxidil para o crescimento da barba.

Minoxidil para barba
Imagem ilustrativa

Índice de Conteúdo

O que é o Minoxidil?

Minoxidil é um fármaco que é hoje muito utilizado para o crescimento do cabelo, e começou a ser utilizado também para ajudar no crescimento da barba.

Porém, o que talvez você não saiba é que, inicialmente, o medicamento era utilizado para baixar a pressão arterial em hipertensos, já que possui um efeito vasodilatador. 

Ao se observar os efeitos colaterais que ele causava nos pacientes, descobriu-se que o crescimento de cabelo era um dos principais fatos que fez com que, a partir desse momento, fosse utilizado em forma de solução tópica no couro cabeludo e também na região da barba.

Como o Minoxidil Age?

Basicamente o Minoxidil age prolongando o crescimento dos fios com pouca força e ajudando a desenvolver aqueles que por alguma razão estavam sem força e não estavam se desenvolvendo. 

Por outro lado, já foi comprovado pela ciência que o Minoxidil não tem a capacidade para fazer crescer fios onde não existem folículos pilosos, que são estruturas capazes de produzir pelos.

Esses folículos funcionam como “sementes” que dão origem aos pelos de todo o corpo, inclusive do cabelo e da barba.

Minoxidil funciona mesmo para todos?

Se fizermos uma rápida pesquisa pela internet vamos notar que esta é uma das principais indagações sobre o uso de Minoxidil para o Crescimento da Barba.

A resposta que mais se encaixa para esta pergunta é que isso pode variar de pessoa para pessoa, sendo que o fator principal que vai determinar a eficácia ou não é o genético.

Como já dissemos acima, se você não possui os folículos na região da barba, o Minoxidil não irá funcionar mesmo, independente da marca e do quanto comprometido você for no tratamento.

No entanto, se você se enquadra na perfeita condição de uso do fármaco, de acordo com o Dr. Lucas Fustinoni, uma das principais referências do assunto no país, o efeito positivo do Minoxidil “começa em torno de 2 meses, podendo atingir o auge dos seus resultados em até 6 meses, variando de pessoa para pessoa”, disse ele em um vídeo em seu canal do Youtube.

Vídeo

Outro dado importante que ele também afirmou é que o efeito do Minoxidil é dependente, ou seja, uma vez que se começou a utilizar não é recomendado que o tratamento seja interrompido. 

Segundo ele, estudos já mostraram que após a interrupção, em duas semanas já se começa a perceber os resultados regredirem e, com cerca de 2 meses, perde-se totalmente os resultados que foram obtidos no período de uso.

Quais são os efeitos colaterais do uso contínuo do Minoxidil?

Com relação aos efeitos colaterais do Minoxidil, embora raros, podem sim ocorrer. Os efeitos mais notáveis, segundo pesquisas são:

  • irritação do couro cabeludo ou da pele onde foi aplicada;
  • ressecamento, coceira e vermelhidão local;
  • raramente dor no peito, tontura, aumento dos batimento cardíacos, aumento do peso e inchaço nas pernas. 

Vale ressaltar que esses efeitos somem com a interrupção do tratamento ou após algum tempo de uso.

Por isso, é fundamental que o tratamento com minoxidil deva ser acompanhado e prescrito por um(a) médico(a) dermatologista, que são os únicos profissionais realmente habilitado para tal.

Conclusão

Neste artigo trouxemos valiosas informações que nos mostraram o que é o Minoxidil e que ele funciona sim, desde que o usuário tenha os folículos pilosos em estados normais.

Vimos também como ele age no organismo e quais são os possíveis efeitos colaterais do seu uso contínuo.

E você? Já usou Minoxidil? Qual foi a sua experiência? Conte pra gente aqui nos comentários!

Quer sugerir um tema para a gente escrever? Clique aqui e dê a sua contribuição!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *