Foliculite na barba: o que você precisa saber para prevenir e tratar

Tempo de leitura: 5 minutos

A foliculite na barba, embora chata, é uma inflamação comum entre os homens. A boa notícia é que com os cuidados adequados é possível evitá-la

Exemplo de foliculite na barba – imagem ilustrativa

Você já se deparou com uma coceira incômoda na região do pescoço poucas horas depois de se barbear?

Já notou aqueles carocinhos ou bolinhas avermelhadas surgirem causando um desconforto e um visual prá lá de desagradável? 

Se você se sentiu familiar com algumas dessas afirmações, certamente sofre ou já sofreu de foliculite na barba.

Conhecida clinicamente como Pseudofoliculite, a inflamação é muito frequente entre os homens e causa um desconforto danado, não é mesmo?

A boa notícia é que, com os cuidados certos é possível evitar essa irritação que tanto “irrita”. 😀

Nas próximas linhas deste post, iremos esclarecer o que é, quais as causas e como evitar a foliculite na sua barba. Confira!

Índice de Conteúdo


O que é foliculite na barba

A foliculite na barba é um problema que afeta muitos homens por aí. Geralmente surge após o barbear, ou seja, depois do contato da navalha com a pele. Na prática, é uma inflamação dos folículos do pelo provocando alguns sintomas chatos na região da barba e do pescoço. 

Uma das principais causas da foliculite na barba é o encravamento do pelo. O que ocorre é que eles crescem e se curvam para o interior da pele, provocando a irritação e a inflamação.

A figura a seguir ilustra o que acontece com o pelo encravado. Quando ele não consegue romper a camada mais superficial da pele ele se curva e penetra novamente o folículo, dando início ao processo inflamatório, que nada mais é do que uma reação do organismo tentando expulsar aquele pelo que não deveria estar ali, encravado, preso.

Pelo encravado: o processo da formação da foliculite

Como saber se é foliculite?

Para identificar se a inflamação na região da barba e do pescoço é realmente foliculite é muito simples. Os sintomas são muito fáceis de serem identificados. Confira!

  • vermelhidão na região da barba e pescoço;
  • coceira na região;
  • maior sensibilidade da pele;
  • formação de pequenas “bolinhas” vermelhas e inflamadas, muito parecidas com acne;
  • casos mais graves as bolinhas podem vir acompanhadas de inflamação e formação de pus, provocando dor e incômodo.

Como prevenir e tratar a foliculite na barba?

Na grande maioria dos casos, a foliculite acaba se curando com o passar dos dias. No entanto, algumas situações mais graves em que as inflamações provoquem dor, é recomendável buscar auxílio médico, pois podem ocorrer a contaminação por bactérias.

Mesmo sabendo que elas podem desaparecer após alguns dias, é muito chato ter que passar pelas coceiras e pelas bolinhas, não é mesmo?

Por isso, existe uma série de cuidados que você pode tomar ao se barbear, ajudando a prevenir as inflamações e deixando a sua pele muito mais bem cuidada e tratada. Vamos elencar duas importantes medidas que você pode tomar para evitar a indesejada foliculite.

1. Faça Barboterapia frequentemente

Barboterapia – Ademir Rocha Barbearia – Foto: Fabiano Nunes

De forma bem simplificada, a Barboterapia é o ato do barbear comum com técnicas de hidratação e relaxamento agregadas.

A grande vantagem deste procedimento é que o barbeiro cuida da sua pele antes, para receber o corte pela navalha, durante, com os movimentos e produtos adequados e depois, com a finalização.

Todos estes passos incluem mimos para cuidar, proteger, prevenir a foliculite e promover o relaxamento, não só dos pelos da barba, mas do cliente como um todo.

2. Mantenha cuidados na hora de se barbear

Se você é daqueles rapazes que adoram se barbear em casa, no chuveiro com todo aquele ritual que só nós homens conhecemos, tudo bem. Mas fique atento às nossas dicas para evitar a foliculite.

Cuidados ao se barbear
  • Lave o rosto antes com água morna para abrir os poros;
  • Utilize sabonete neutro ou shampoo de barba, evitando o ressecamento da pele;
  • Jamais passe a lâmina sobre a pele seca. Use sempre uma espuma ou Gel para Barbear, para que a lâmina deslize melhor, evitando a quebra do pelo, que pode acabar encravando;
  • procure usar lâminas novas e de melhor qualidade, respeitando o sentido dos pelos para evitar irritar a pele e provocar o encravamento de pelos;
  • enxágue o rosto com água fria para fechar os poros após o término;
  • aplique Balm Hidratante para ajudar na cicatrização.

Estas dicas que demos aqui são excelentes para você evitar o encravamento dos pelos durante o barbear. 

No entanto, qualquer outro sintoma de inflamação que possa surgir, principalmente se tiver dor, recomendamos que procure imediatamente seu dermatologista. Isso porque, dependendo da inflamação, pode ser necessário cuidados e tratamentos específicos.

Quer receber nossos conteúdos no seu e-mail?
Clique aqui e cadastre

Conclusão

Que estas bolinhas causadas pela foliculite na barba são chatas e incômodas ninguém tem dúvidas. Neste post você pôde entender o que é, quais as causas da inflamação e quais as melhores práticas para evitar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *