Planejamento pessoal: a chave para o seu sucesso em 2020

Tempo de leitura: 10 minutos

Não existe momento mais propício para análise interna e elencar metas que queremos para este ano e que não foram alcançadas no ano anterior como AGORA. Talvez você não saiba, mas o planejamento pessoal é a ferramenta de vital importância para que consigamos, realmente, alcançar o que queremos, sem sofrimento.

Geralmente no final do ano a gente acaba ficando mais pensativo e às vezes somos cobrados pela nossa consciência sobre coisas importantes que deveriam ter sido feitas e não foram.

Chegando na virada do ano nosso coração é envolto a uma energia e vontade de mudar tão grande que apostamos em cores no réveillon, promessas, orações e outras táticas que nos façam acreditar que daqui pra frente tudo será diferente.

Será?

Ok, viramos o ano. 2020 chegou e a mágica dos fogos, das bebidinhas, dos abraços e da esperança acabou. O que mais ouvimos aqui e alí é que 2019 foi um ano muito difícil e que 2020 está marcado para mudanças. Para melhor.

A gente sabe que na realidade a história é outra. Acreditamos, mas muitas pessoas não mantém suas crenças e suas atitudes para tornar a tão desejada mudança, realidade.

E, no final, acabam entrando mais uma vez no senso comum, esperando passar o carnaval, pois já disseram que “o Brasil só funciona mesmo depois do Carnaval”… Ops…

Pensando nessa realidade, criamos este post para trazer para você o quanto o planejamento pessoal pode ser capaz de transformar a sua vida, para melhor, abrindo sempre mais espaço para realizações e para conquistas.

Continue conosco no texto, boa leitura!

Índice de conteúdo

Imagem ilustrativa. Foto: Unsplash

O que é Planejamento Pessoal?

Antes de falar sobre o planejamento pessoal propriamente dito, é preciso que você entenda o que é planejamento.

Basicamente, planejamento é o ato de reconhecer e entender o seu estado atual (pode ser do seu negócio ou o seu próprio) e definir, claramente, aonde quer chegar. Tendo estas duas variáveis muito bem definidas, basta traçar metas e criar os planos de ação para concretizar o alcance de tais objetivos.

Assim, Planejamento pessoal, nada mais é do que planejar ações de cunho pessoal para a sua constante evolução e o alcance de sonhos e metas de vida. É como o famoso jargão popular diz: “quem não sabe para onde vai não chega a lugar nenhum?”.

Qual a importância do planejamento pessoal anual?

Primeiramente, se você é uma dessas pessoas que se sentem frustradas no final do ano por não ter alcançado os seus propósitos, já sabe a resposta para esta pergunta.

O planejamento pessoal tem a principal função de alinhar as suas expectativas, seu propósito de vida e quais ações de fato você precisará realizar para conseguir o que deseja.

Veja algumas vantagens que tornam tão importante essa ferramenta para as nossas vidas:

  • otimiza seu tempo com o que realmente importa;
  • maiores chances de cuidar da saúde;
  • melhorias no seu desenvolvimento cultural e intelectual;
  • melhorias em sua vida financeira;
  • melhorias em seus relacionamentos;
  • mais dias felizes

5 passos para fazer um planejamento pessoal

Certo, você deve estar se perguntando: e agora? Que ‘diabos’ é isso e como eu faço para implementar em minha vida?

Muitas vezes somos empurrados pela enxurrada de acontecimentos no nosso dia a dia e tudo acontece de forma inusitada, sem planejar. Nossa missão é brigar contra esta corrente e estabelecer o planejamento pessoal como um hábito. Igual a gente escova os dentes todos os dias, deveríamos ter o hábito de planejar o que queremos fazer.

Existem centenas de autores e pesquisadores que apresentam diversas metodologias para planejar, mas o mais importante aqui é que você compreenda a importância do planejamento pessoal e como fazer o seu, moldando a metodologia ao seu jeito de ser e respeitando as suas particularidades.

Elencamos abaixo algumas sugestões de como fazer e documentar o seu planejamento, para que as ações não se percam no meio do caminho. Vale lembrar que não é uma regra fechada: existem pessoas que conseguem fazer todo esse processo de cabeça ou utilizando outras metodologias. Se você é uma delas, ‘toca o pau’, mas faça!

1. Defina objetivos e metas

Parte crucial de qualquer planejamento, o que você quer? Se você não souber para onde vai, não adianta começar a caminhar, não é mesmo?

É preciso que você tenha em mente que objetivo é diferente de meta. 

Um objetivo nada mais é do que o seu destino final, seu alvo final, ou ainda, aonde você quer chegar.

Já as metas são as ações específicas que você precisará realizar para realizar tal objetivo.

Um exemplo:

Objetivo:
Quero me cuidar melhor

Metas: 

  • Matricular em uma academia;
  • Melhorar minha alimentação;
  • Fazer a barba e cortar cabelo com mais frequência;
  • Encontrar um relacionamento sério.

Percebeu a diferença?

2. Coloque prazo: em quanto tempo conseguirei alcançar meus objetivos?

Uma coisa muito importante para que um planejamento corra tudo nos conformes é o estabelecimento de prazos. Sem prazo, acabamos procrastinando e no final a meta não é realizada.

Exemplo:

Objetivo: Quero me cuidar melhor, até dezembro.

Com a data definida você conseguirá organizar as suas metas dentro do prazo e condições que você estabelecer, se tornando muito mais fácil de conseguir.

3. Planeje com a metodologia SMART

Como dissemos acima, existem muitas metodologias que vão ajudar a colocar um planejamento pessoal em prática. Uma delas, testada e aprovada por nossa consultoria de marketing, é a SMART.

A metodologia SMART foi feita basicamente para definir metas, sejam elas pessoais ou profissionais. Foi criada por Peter Drucker, conhecido como o pai da moderna gestão de empresas para ajudar os gestores nas definições e proposições de metas, o que não impossibilita de a usarmos para nosso planejamento pessoal.

O que são, então?

  • S – Specific (Específica)
  • M – Measurable (Mensurável)
  • A – Attainable (Atingível)
  • R – Relevant (Relevante)
  • T – Time-Based (Temporal)

Vamos explicar em poucas frases o que significa cada uma delas, mas você pode se aprofundar no assunto, clicando aqui.

Basicamente o próprio nome já nos dá um norte do que significa. Isso será útil para que tornemos a meta possível de ser atingida. 

S – Specific (Específica)

Seja específico na definição das suas metas. Ao invés de colocar, por exemplo, que você quer cortar o seu cabelo e dar um trato na sua barba com mais frequência, coloque “quero cortar meu cabelo e tratar minha barba a cada 15 dias”. Compreende?

O quanto mais especificada a meta tiver, melhores são as chances de você as cumprir.

M – Measurable (Mensurável)

Tenha em mente que a sua meta precisa ser mensurável, ou seja, palpável, metrificável. Se você consegue medir e analisar, ótimo, caso contrário, do que adianta investir em uma meta “vazia” que não terá dados para lhe informar se foi positivo ou negativo, certo?

A – Attainable (Atingível)

Importante isso: esta meta que você estabeleceu será possível atingir, mesmo se todos os esforços e mais um pouco sejam aplicados? Por exemplo: do que adianta colocar a meta de ir a academia todos os dias, sendo que seu trabalho não lhe dá tanta flexibilidade? É melhor ir 2 ou 3 vezes na semana e conseguir um resultado do que começar e parar em seguida, não é mesmo?

R – Relevant (Relevante)

Quando você estiver definindo as suas metas para alcançar seu objetivo final, é importante que você leve em consideração a relevância da meta. 

Mas como assim? Esta meta irá te trazer algum resultado realmente positivo? Se sim, é relevante. Se não, descarte-a, pois não é. 

Simples, não é?

T – Time-Based (Temporal)

A condição do tempo na definição das metas também é importante. Elas podem ser específicas, mensuráveis, atingíveis e até relevantes, mas se elas não tiverem um tempo para serem executadas, possivelmente não irão acontecer.

Vale destacar que prazo não é empurrar para amanhã ou depois. Esse ato, de enrolar  e deixar pra depois, também conhecido como procrastinação é um grande vilão para quem deseja fazer seu planejamento pessoal, atrasando seus objetivos, aumentando sua frustração e causando grande sensação de impotência e de incompetência. 

Não dê moleza, ok?

4. Utilize ferramentas ao seu favor

Hoje a tecnologia garante inúmeras ferramentas que vão acelerar sua produtividade e ajudar você a se manter organizado. Para isso, selecionamos duas ferramentas fundamentais para quem deseja documentar o seu planejamento pessoal.

Estamos falando do Trello, um aplicativo gratuito desenvolvido para melhor organizar as tarefas do dia a dia e a agenda do Google.

Trello

O Trello é um aplicativo gratuito de gerenciamento de tarefas com uma interface completamente amigável, você trabalha como se estivesse utilizando post-its de papel, porém no computador, como uma parede virtual, onde você organiza as tarefas em a fazer, fazendo e feitas.

E o melhor: você acessa pelo computador ou pelo celular, de onde você estiver.

Google Agenda

Integrado ao Gmail, a agenda do Google é extremamente útil. Você pode conectá-la ao seu Smartphone e colocar lá todos os seus compromissos.

Feito isto, o aplicativo se encarrega de lhe notificar da forma que escolher, seja por um e-mail, um alerta no telefone ou uma janela que se abre no computador minutos antes do seu compromisso acontecer.

Além disso, você pode adicionar o e-mail das pessoas envolvidas com o seu compromisso, que ele também se encarrega de notificar essas pessoas para que elas não se esqueçam e se organizem.

5. Mantenha o controle de tudo

Este é um fator primordial para o seu planejamento pessoal. Você precisa ficar sempre atento a tudo o que acontece durante o decorrer da realização das metas para alcançar seus objetivos.

Ter em mente que poderá ser preciso alterar o caminho ou as formas de cumprir tais metas é importante para que você não se perca no meio do processo, desista ou procrastine.

A vantagem de utilizar as ferramentas que citei é que os dados ficam todos armazenados e assim você pode ficar atento em todos os pontos cruciais do seu processo de planejamento pessoal.

Concluindo

Deu pra perceber o quão importante é você se familiarizar com o planejamento pessoal para alcançar os seus objetivos de vida, não é mesmo?

Nosso intuito com este texto hoje é mostrar a você a importância desta ferramenta para o seu desenvolvimento pessoal, para a realização dos seus sonhos e para se manter sempre em constante evolução e crescimento.

Neste artigo você entendeu o que é o planejamento pessoal, qual a sua importância, e como fazer, dividido em cinco passos, incluindo a indicação de duas excelentes ferramentas para facilitar o processo.

E aí, gostou do artigo? Comente, compartilhe com quem você gosta e continue seguindo a gente aqui no Blog.

Até o próximo artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *